21
Jan 09

 "Todos os outros povos do mundo, desde o país mais grandioso até à aldeia onde o meu pai nasceu, têm que saber que os EUA são amigos e que estamos prontos a liderar mais uma vez".

 

            Após um longo período que levou a decadência Americana, chegou finalmente o grande momento que todos esperavam. O presidente que tornou milhões de euros positivos em negativos abandona a Casa Branca, dando lugar a um novo presidente no qual está depositada toda a esperança dos EUA.

            Chegado o dia de tomada de posse, o primeiro presidente afro-americano, Barack Obama prestou juramento, em Washington, perante os dois milhões de pessoas que apesar das baixas temperaturas e das ameaças de atentado não desistiram de presenciar este momento. Sobre a Bíblia afirmou: “Eu, Barack Hussein Obama, juro solenemente cumprir fielmente as funções de Presidente dos Estados Unidos e, com todos os meios ao meu alcance, salvaguardar, proteger e defender

a Constituição dos Estados Unidos”.  

  

             Seguindo-se deste momento, num discurso coberto de esperança e ambição, Obama fez referência aos vários pontos do passado da América, desde os melhores aos piores momentos, para desta forma fazer lembrar que “Não há desafios que a América não possa vencer”. O novo presidente menciona também os vários problemas que os EUA terão de ultrapassar, desde os de cariz económico, que este afirma serem resultado da “avareza e da irresponsabilidade” até aos que dizem respeito à segurança em que afirmou que a "nação está em guerra contra uma rede de violência e ódio". Neste discurso assistimos também a uma América disposta a lutar contra o aquecimento global, e preocupada com a paz que tem tardado, dizendo que os EUA irão “deixar o Iraque ao seu povo de forma responsável e forjar uma paz duramente conquistada no Afeganistão”.

            Frases como “este homem, cujo pai ah menos de 60 anos não podia almoçar num restaurante aqui, está hoje a fazer este juramento”, marcaram o seu discurso com uma enorme corrente de humildade e preocupação com os mais desfavorecidos.

            Desta forma a América encontra-se agora repleta de uma nova esperança que a moverá em prol de todos os objectivos.

publicado por Rita Silva às 02:22

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
22
23
24

25
26
27
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO